domingo, 27 de abril de 2008

o poder das palavras...

Poder das Palavras


Todos nós como seres humanos normais; E o que é ser um ser humano normal?
Voltemos... Todos nós que “julgamo-nos” seres humanos normais temos algo que nos desestrutura e aterroriza, podendo muitas vezes ter este “escravizador” de nossa harmonia resumido a uma única palavra.
Para alguns pode ser a palavra Solidão, esta que acredito ser de grande importância, principalmente para que contribua de maneira efetiva com nosso auto-conhecimento, porém, por tempo determinado.
Ás vezes necessitamos ficar sós, mas ressalto! “Ás vezes”. O Para sempre, o eterno, como gostaríamos, fosse o amor, é tempo demais para se viver só...
A palavra Medo trás consigo uma sobrecarga de fantasmas, pois com ela vem o “medo de que?” Morte, segredos, doenças, chegadas, partidas, começos e recomeços...
A palavra Insatisfação cuja presença muitas vezes é constante, também é aterrorizadora, pois, geralmente quem a sente, além de ser possuído com enorme intensidade e de maneira dolorosa, não sabe realmente de onde vem, seja por falta de conhecimento ou incapacidade de admitir algo que está contribuindo com a complexa e temível palavra Infelicidade “talvez” a mais amedrontadora e presente de todas!
Para mim a mais devastadora das palavras é Incerteza.
Aquela promessa sem data para ser cumprida, aquele
telefone que não toca, a pessoa que não aparece exatamente no local e modo de acordo com a minha expectativa, expectativa minha, portanto, sou eu quem devo cuidar dela.
Como ser humano normal que me considero, perco o controle e é aí onde ela faz comigo oque as outras palavras podem fazer com qualquer um, basta estar vivo... Tira a paz, corrói a alma e tortura a mente.
Precisamos
aprender a trabalhar o nosso medo das palavras, a bem da verdade, precisamos nos colocar frente a elas e racionalizar o fato de que palavras, são palavras, o homem as criou para demonstrar sentimentos e não para auto-destruir-se, deu-lhes significados que só poderão atingir-nos, se assim o permitirmos.
Encontre a sua palavra e apague-a de sua mente, sua vida e troque-a por fé e esperança...
Pensei em falar-lhes das palavras Amor e Saudade, mas, estas além de “com certeza” serem as mais lindas, são as que me dão inspiração para
escrever e a muitas, muitas pessoas, razão para viver...


Helena Martins Daniel



3 comentários:

a ghost in the machine disse...

gostei do texto. bem escrito e tal.
é isso ai, gostei da filosofia como um todo.

evx disse...

Eh.. não sei definir qual palavra eh mais devastadora, depende do momento, da pessoa, do estado de espirito, custumo dizer que a vida eh uma calçada cheia de relevos buracos que sempre tropeçamos, eu literamente sempre tropeço nas calçadas por pensa assim.
o amor, inspira mas o odio tambem, sempre cometemos erros que ja foram cometidos, talvez por essas e outras nos consideramos normais.

Rafael J. Albuquerque disse...

opa, obrigado! ainda não tive tempo de ler o seu blog... mas amanhã eu boto um comentário aqui sobre o que tem escrito. até mais..